A equipe do IJP tem mais de 15 anos de experiência em cirurgia bariátrica. Pouco tempo depois do início desta atividade no Brasil, o Instituto já realizava esse tipo de tratamento com o mais alto grau de profissionalismo. Para isso, nosso corpo clínico frequentou nos melhores centros para treinamento, especialmente das técnicas laparoscópicas. A equipe composta pelos cirurgiões Dr. Marcelo Loureiro e Dr. Daniellson Dimbarre, pela endocrinologista Luciane Bolcato, psicóloga Juceane de Mattos e pelas nutricionistas Sheila Tanaka e Ana Forcellini nestes 15 anos, já realizou mais de 2.500 cirurgias e apresenta um dos melhores resultados do Brasil e do mundo neste tratamento. E o que pode ser considerado um ótimo resultado? Em primeiro lugar, muitos pacientes devem ser melhor preparados até serem operados. Isto nos faz investir na informação e em certos casos, preventivamente contra-indicar a cirurgia. Em segundo lugar, baixos índices de complicações graves. Nossa equipe apresenta sem dúvidas um dos maiores índices de sucesso neste quesito. Treinamento constante, respeito pelo paciente, preparo adequado e sem pressa dos pacientes, cirurgias realizadas diretamente pelos próprios cirurgiões. A presença do cirurgião tanto nas consultas pré-operatórias, quanto nas visitas pós-operatórias é absolutamente imprescindível para nossa equipe. Além disso, cirurgias bariátrica são operações de grande porte em pacientes, muitas vezes, de risco. Manter a qualidade também significa não operar muitos pacientes num mesmo dia. O cuidado é proporcional a concentração e atenção dada ao paciente. Quando estes detalhes não são observados como deveriam, as complicações costumam ser muito mais frequentes. Em terceiro lugar, acompanhamento frequente no primeiro ano pós-operatório. Este é o período mais importante de perda de peso. Nossa equipe se mantém a disposição para enfrentar as possíveis dificuldades deste período. Sendo uma das poucas do brasil que conta com 2 cirurgiões muito experientes, mesmo na ausência eventual de um deles, a equipe se mantém formada para eventuais dificuldades. Outro fator importante é o Ensino. Nosso centro de excelência, por fazer parte do Instituto Jacques Perissat, já está há 10 anos envolvido diretamente em ensino da cirurgia da obesidade. Já treinamos mais de 200 cirurgiões do Brasil, América Latina e EUA na arte da cirurgia bariátrica bem feita.

Cirurgia Metabólica Gastro‐Intestinal: “a cirurgia do diabetes”

O estudo durante anos dos resultados do tratamento cirúrgico bariátrico (cirurgias para perda de peso) mostrou os amplos benefícios da perda de peso. As evidências que alguns procedimentos bariátricos geram mudanças metabólicas que não podem ser atribuídas somente à diminuição do peso corporal fortaleceram o termo “cirurgia metabólica”, ou como ficou mais popularmente conhecida a “cirurgia do diabetes”, justamente por ter efeitos benéficos substanciais no controle glicêmico. Enquanto o procedimento bariátrico baseia-­se no índice de massa corpórea (IMC) para orientar o tratamento e a técnica a ser usada, a cirurgia metabólica usa parâmetros clínicos de disfunções do metabolismo para definir e individualizar a opção cirúrgica mais adequada para cada caso. O procedimento metabólico pode qualificar pessoas ao tratamento cirúrgico mediante a dificuldade em controlar o colesterol, a pressão arterial e a glicemia, chegando a agir beneficamente até em situações particulares de insuficiência renal, o que não seria obtido pela simples avaliação do IMC. Concluindo, a cirurgia metabólica gastro­‐intestinal faz uma abordagem visando não só o bom resultado em pacientes com obesidade mórbida, mas especialmente nos que estão expostos a obesidade discreta e disfunções metabólicas de difícil controle como o que acomete os portadores de diabetes tipo 2.

Saiba mais: