Considerado uma alternativa de tratamento para a obesidade, o balão intragástrico é um balão de silicone a ser colocado no estômago cheio de líquido (soro fisiológico), ou ar . O método de colocação e retirada é por endoscopia, não exigindo nenhum procedimento cirúrgico. O preenchimento do espaço gástrico feito pelo balão reduz a capacidade de reservatório alimentar, com isso, a quantidade de alimento que a pessoa precisa para se saciar vai ser menor. Ele atua como um “auxiliar” ao tratamento clínico. balao-gastrico-ijp

INDICAÇÕES DO BALÃO INTRAGÁSTRICO

Embora muito utilizado no início para o tratamento da obesidade mórbida, o balão gástrico tem se mostrado mais útil para pacientes com obesidade Grau I ou para pacientes que se beneficiem com perda de até cerca de 12 quilos (média de perda de peso com o método). As indicações para o balão incluem:

  • Pessoas com sobrepeso, obesidade Grau I (IMC entre 30 ou 34) ou Grau II (IMC de 35 a 39) que já 
seguiram os tratamentos para perda de peso: dieta alimentar, atividade física e medicamentos, sem resultado.
  • Pessoas com sobrepeso, obesidade grau I ou II, com plano de cirurgias estéticas ou de outro caráter, que necessitam de 
perda de peso para maior sucesso cirúrgico.
  • Pessoas com obesidade mórbida que necessitam de redução 
de peso pré-operatório.
  • O balão não é recomendado para pacientes que possuem cirurgias gástricas prévias, doenças gastro-esofágicas importantes ou que por algum motivo de saúde não possam ser submetidos a procedimentos endoscópicos.

MÉTODOS DE COLOCAÇÃO E REMOÇÃO

Tanto a colocação como a retirada são procedimentos ambulatoriais, sem necessidade de internação, sem cortes e realizados por profissionais especializados em endoscopia avançada.

O desenvolvimento de novas técnicas garante a segurança e conforto na colocação e retirada do balão. O paciente é sedado conforme rotina e o procedimento é totalmente reversível, sem seqüelas para o paciente. A remoção do balão deve ser feita até 6 meses após sua colocação.

APÓS A COLOCAÇÃO

Este é o momento para mudanças de hábitos alimentares e de estilo de vida, e é bom estar preparado para estas mudanças para garantir o resultado do balão. O monitoramento da dieta será fundamental durante esta fase, e deverá ser realizado por um médico ou nutricionista. Atividade física acelera a perda de peso e faz parte do tratamento, então programe-se para praticar exercícios com um profissional especializado já antes de colocar o balão. Alguns casos podem necessitar de apoio psicológico. No caso de colocação de balão como finalidade de perda de peso para cirurgia estética, o procedimento estético pode ser programado a partir de 3 meses de colocação do balão. Nesse caso, a retirada do balão se processa normalmente, após 6 meses de sua colocação. Um segundo balão pode ser recolocado após 2 meses da retirada do anterior em casos selecionados.

CONCLUSÃO

O balão intragástrico é considerado uma alternativa de tratamento segura e minimamente invasiva para obesidade. Atualmente os melhores resultados com o balão intragástrico são obtidos em pacientes com obesidade grau I ou que necessitam de perda de peso para cirurgias estéticas e que já tentaram tratamentos clínicos anteriores sem sucesso. Os resultados esperados do balão intragástrico vão depender do seguimento de um estilo de vida saudável baseado em atividade física e alimentação adequada, que devem ser mantidos após sua remoção.