Orientações

O período que se inicia no fim da cirurgia é chamado de pós-operatório. No caso da cirurgia de obesidade, ele se estende por toda a vida do paciente, porém, é no primeiro ano que é mais importante. É neste período que devemos cuidar com alterações físicas importantes, como a perda de peso e de massa muscular. Além disto, as mudanças bioquímicas são também muito importantes como as potenciais deficiências de Cálcio e Ferro, o desenvolvimento da desnutrição protéica, e as carências de oligoelementos. Pacientes operados têm seu mecanismo digestivo alterado, o que pode levá-los a adoecer. Isto não ocorre se alguns cuidados forem devidamente tomados e se o acompanhamento psicológico, nutricional e médico for respeitado. Os resultados das cirurgias de obesidade são fantásticos, mas dependem muito dos próprios pacientes.

Alimentação no Pós-Operatório 

No primeiro momento a alimentação visa oferecer repouso gástrico favorecendo a cicatrização interna da cirurgia e hidratação do paciente. Nas duas primeiras semanas a alimentação deve sercomposta somente por líquidos sem açúcar e sem gordura que devem ser ingeridos em pequenas porções (50 a 100 ml) várias vezes ao dia. São recomendados água de coco, caldo de legumes, iogurte light, suco de frutas, gelatina light e leite magro.

Na seqüência a consistência dos alimentos deve evoluir de liquido para cremoso e pastoso, gradativamente, conforme aceitação do paciente. Esses alimentos devem ser ingeridos lentamente e em pequenas porções, mantendo-se hidrato nos intervalos. A dieta pastosa tem como objetivo fazer a transição entre a alimentação liquida e a sólida, propiciando um momento de treino de mastigação e adaptação a nova realidade alimentar, não devendo ultrapassar duas semanas.

Finalmente vem os alimentos sólidos, porem ainda abrandados, nessa fase o operado já pode comera mesma comida da família, com pequenas adaptações, aceitando bem preparações com molho, carne moída, peixe e alimentos mais macios e úmidos, em geral a dieta branda dura um mês. Daqui em diante o paciente é estimulado a colocar seu aprendizado em prática, incluir todos os alimentos e levar uma vida normal com uma alimentação rica e variada.